19/12/2018

O Conselho de Administração da Casa África reúne-se em Las Palmas de Gran Canaria para aprovar a programação de 2019

El Consejo Rector de Casa África aprueba el presupuesto y la programación de la institución para 2019

A Casa África iniciará 2019 com uma programação aprovada em que estão incluídos os programas clássicos - Vis a Vis, Investour, #ÁfricaEsNoticia ou Ensinar África - e um plano estratégico até 2021 em que se destacam áreas como a diplomacia digital e a igualdade de género. Estes são alguns dos assuntos que foram discutidos ontem na XXI reunião do Conselho de Administração da Casa África, além de aspetos orçamentais, organizacionais e administrativos da instituição.

A reunião foi presidida pelo diretor-geral de Comunicação e Informação Diplomática do Ministério dos Negócios Estrangeiros, União Europeia e Cooperação, Amador Sánchez, por delegação do ministro Josep Borrell. O ministro dos Negócios Estrangeiros detém a presidência rotativa do Conselho de Administração da Casa África desde junho passado, presidência essa que alterna a cada dois anos com o presidente do Governo das Canárias, representado na reunião de ontem pelo seu vice-presidente, Pablo Rodríguez. A terceira instituição consorciada na Casa África é a Câmara Municipal de Las Palmas de Gran Canaria, representada ontem pelo seu presidente, Augusto Hidalgo.

O Conselho de Administração da Casa África também aprovou ontem as contas anuais do Consórcio para o ano de 2017, a informação sobre o estado de execução do orçamento de 2018 e a definição do orçamento de 2019, que ascende a 1 874 900 euros. Além disso, e conforme citado anteriormente, foi aprovada a programação de atividades para 2019 e o Plano Estratégico da Casa para os próximos três anos e foram ratificadas pequenas alterações aos Estatutos do Consórcio Casa África recomendadas pelo Tribunal de Contas. No caso do orçamento de 2019, foram confirmadas as contribuições anuais dos órgãos associados. A Casa África também financia as suas atividades com subvenções de outras instituições e patrocínios de diversas empresas privadas.

Entre as novidades da programação e após a aprovação do Plano Estratégico da Casa África, foram introduzidos programas novos como o Fórum Agenda 2030, em linha com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e que servirá para expor e partilhar casos de sucesso e boas práticas. Será também dado um especial protagonismo à mulher, com atividades já consolidadas como a formação e reuniões de mulheres do setor portuário, e novas iniciativas como o encontro de empresárias da Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO), que teve lugar este ano pela primeira vez e que se espera vir a repetir-se no próximo ano.

No âmbito da diplomacia pública, será reforçado o trabalho com a juventude, já que se prevê a celebração de um encontro de jovens líderes africanos e continuará com projetos e iniciativas no setor da transformação digital, integrados no funcionamento da Casa e nos seus protocolos nas redes sociais e também continuam a fazer parte da programação atividades como o Encontro de Biblioteconomia e Sociedade Digital ou o Fórum de Tech Hubs. Os programas já consolidados, como o Vis a Vis, Investour, África Vive, Letras Africanas, África em Movimento, #ÁfricaEsNoticia ou Ensinar África, continuam a fazer parte da programação da Casa em 2019, juntamente com as tradicionais apresentações em primeira mão de relatórios económicos de organismos mundiais de referência. No caso de Investour, o Fórum de Investimentos e Negócios Turísticos regressará à Fitur no final de janeiro, reunindo em Madrid ministros africanos, especialistas e empresários do setor. O Vis a Vis realizar-se-á em março no Gana, país que receberá produtores e programadores de festivais musicais espanhóis para conhecer o panorama musical e selecionar dois grupos para uma extensa digressão (financiada pela Casa África) pelos festivais de verão do nosso país.

Esta reunião contou com a presença dos responsáveis dos diferentes organismos consorciados da Casa África: por parte do Ministério dos Negócios Estrangeiros, União Europeia e Cooperação, além de Amador Sánchez, esteve presente o subdiretor-geral de Relações Bilaterais com os Países da África Subsariana, Alberto Cerezo. Por parte do Governo das Canárias, além do seu vice-presidente, Pablo Rodríguez, participou como convidado o vice-conselheiro de Ação Externa, Luis Padilla. O alcalde de Las Palmas de Gran Canaria, Augusto Hidalgo, representou a Câmara Municipal desta cidade. O diretor-geral da Casa África, Luis Padrón, e o gerente da Casa, José Luis Márquez, representaram a instituição.

 

Back

 
 
Registro de periodistas

Registro Periodistas


Recibe nuestros comunicados de prensa.

 
Newsletter

E-Newsletter


Recibe nuestro boletín electrónico semanal con las actividades y noticias de Casa África.

 

En nuestra agenda


 
 

Conoce África


conoce_africa Conoce a fondo este gran continente: sus países, organizaciones, sus más famosas personalidades...
 
Media

Mediateca


Accede a nuestro fondo documental de libros, películas y música.