20/11/2012

A Casa África leva ao SALT as licitações internacionais de Marrocos em matéria de portos, aeroportos e estradas

Porto de Agadir (Fotografia: Michel Guilly)

Porto de Agadir (Fotografia: Michel Guilly)

As principais entidades públicas marroquinas dedicadas ao transporte aéreo, marítimo e terrestre vão apresentar no III Salão Atlântico de Logística e Transporte a sua oferta internacional de licitações com a finalidade das empresas canárias terem acesso às mesmas e poderem assim intensificar a sua estratégia de internacionalização.

Esta iniciativa, promovida pela Direção Geral de Relações com África do Governo das Canárias e financiada pela Casa África dentro do bloco de cooperação empresarial, pressupõe a abertura de uma nova via de negócio para o setor empresarial canário num momento especialmente complicado em que muitas empresas são obrigadas a diversificar o seu negócio.

Representantes da Oficina Nacional de Aeroportos, da Agência Nacional Portuária e da Direção Geral de Estradas do Ministério do Equipamento e Transporte do Reino de Marrocos vão expor os seus programas de licitações internacionais com a finalidade das empresas canárias poderem aceder às mesmas.

As atividades objeto das licitações centram-se na grande maioria na construção de estradas, ampliação de infraestruturas, consultorias, estudos de viabilidade e contratação de serviços, entre outros aspetos.

O acesso das empresas canárias às licitações, neste caso de Marrocos, pode servir de incentivo às empresas canárias que, além de oferecerem a sua experiência, têm acesso a uma diversificação da sua economia através da participação na atividade económica do dito país.

O fomento do intercâmbio comercial e de pessoas entre ambas as regiões é precisamente um dos objetivos do Programa de ações para potenciar a conetividade entre as Canárias e o Sul de Marrocos (TRANSMACA), no quadro do SALT 2012. Por sua vez, o TRANSMACA centra-se em melhorar a conetividade no âmbito do transporte marítimo e aéreo entre as Canárias e Marrocos. Este projeto conta com um orçamento de 975.501 euros e está cofinanciado em 75% pela União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) no quadro do Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Fronteiras Exteriores (POCTEFEX).

 

Back

 
 
Registro de periodistas

Registro Periodistas


Recibe nuestros comunicados de prensa.

 
Newsletter

E-Newsletter


Recibe nuestro boletín electrónico semanal con las actividades y noticias de Casa África.

 

En nuestra agenda


 
 

Conoce África


conoce_africa Conoce a fondo este gran continente: sus países, organizaciones, sus más famosas personalidades...
 
Media

Mediateca


Accede a nuestro fondo documental de libros, películas y música.