Exposição: "A iris de Lucy"

De 27 de janeiro a 2 de junho de 2017. Nas salas Guiné Equatorial e Kilimanjaro da Casa África.
Exposición: "El iris de Lucy". Del 27 de enero al 26 de mayo de 2017. En las salas Guinea Ecuatorial y Kilimanjaro de Casa África

«El iris de Lucy» é uma produção CAAM - Casa África que será exibida de forma simultânea em ambas as instituições e terá entrada livre e gratuita. Apresentada durante 2016 no MUSAC de Léon e no Museu Departamental de Arte Contemporâneo de Rochechouart (França) esta exposição, com a curadoria de Orlando Britto Jinoria, inclui trabalhos de vinte e cinco artistas africanas contemporâneas que vivem no continente, seus arquipélagos e na diáspora.

Através de propostas desenvolvidas em instalação, fotografia, pintura, desenho, escultura, vídeo e performance, as artistas presentes nesta exposição, provenientes de múltiplos e diversos contextos, abordam questões de género, identidade, etnia, corpo, fronteiras, território, meio ambiente, história, memória, política, tradição e presente, questões feministas, coloniais, pós-coloniais, migrações ou deslocamentos.

O título desta exposição, que é dedicada à memória da artista egípcia Amal Kenawy, é uma construção metafórica que alude aos sistemas impositivos do pensamento colonial, à necessidade da superação dos mesmos e à restituição de um olhar que nunca devia ter sido roubado. Recorre à referência de Lucy, o hominídeo do género feminino considerado durante muito tempo a mãe da Humanidade. Este facto histórico é o ponto de partida proposto por esta exposição que, de forma simbólica, devolve a Lucy o seu próprio olhar através dos olhos de uma seleção de artistas contemporâneas africanas fundamentais com o seu contributo e compromisso na construção cultural do continente.

Estas obras permitem-nos aproximar da construção de um mapa específico dos diferentes territórios existenciais, conceptuais e formais habitados pelas artistas deste continente e descobrir as muitas íris de Lucy ou Dinkenesh, que são tantas como as mulheres que constroem diariamente esta rica, ampla, diversa, singular e maravilhosa geografia cultural e humana chamada África.

As artistas cujas obras fazem parte esta exposição são: Jane Alexander, Ghada Amer, Berry Bickle, Zoulikha Bouabdellah, Loulou Cherinet, Teresa Correa, Safaa Erruas, Pélagie Gbaguidi, Amal Kenawy, Kapwani Kiwanga, Nicène Kossentini, Mwangi Hutter, Michèle Magema, Fatima Mazmouz, Julie Mehretu, Myriam Mihindou, Aida Muluneh, Wangechi Mutu, Otobong Nkanga, Yapci Ramos, Tracey Rose, Berni Searle, Sue Williamson, Billie Zangewa e Amina Zoubir.

Ver cartaz da exposição

 
 
 
Patrocinadores que han hecho posible la exposición 'El iris de Lucy' Colaboradores que permiten la participación del DJ Manel Ruiz en la inauguración de la exposición
 

Back

 
Compartir con:
 
 
Newsletter

E-Newsletter


Recibe nuestro boletín electrónico semanal con las actividades y noticias de Casa África.

 

Quién es Quién en África


 

  • Filter by:
 
of402

There are no results for this search
 

Efemérides


Premios de Casa África


Premios Griot de Ébano, Premios de Ensayo, Premios de cine...